Um aleatório de passos...

Pra onde você vai? Liga antes de ir. Avisa que está indo. Avisa sua felicidade, sua alegria, seus encantos, e não esquece de levar na mala os seus sorrisos. Liga pra tristeza e pro seu medo, também. Liga só pra avisar que eles não vão te encontrar tão cedo, nem tão perto, avisa que você vai se desligar deles indeterminadamente. E não vai sentir saudade.

Liga pro que tem valor, pro que é de verdade. O que valer a pena e te fizer bem, guarda. Guarda como chaveiros aquelas pessoas que têm a chave do seu coração. Que te conhecem por dentro, que não precisam saber onde você está para estarem correndo ao teu lado. Que te animam quando dizem coisas na hora certa, e te apoiam quando você tomar as decisões erradas.

Acredita. Acredita no que te disseram há anos, há meses. Acredita na tua memória, e em tudo aquilo que ela não esqueceu ainda. Acredita quando te disseram que você podia ir além de você mesmo, que podia transpor seus próprios limites, que podia fazer teu sentimento bom transcender à alma. Acredita no tempo, no relógio que não está certo com o seu que vai no pulso, mas bate com o momento em que as coisas devem acontecer.

E elas serão boas. Boas de guardar, de sentir quando passarem, boas de eternizar numa imagem, ou numa memória emoldurada. Elas serão boas. Boas pra tua alma, pro teu âmago, pro íntimo que você acha que ninguém precisa visitar.

Falando sério? Abre essa porta logo, abre esse coração e esse teu ser. A brisa só leva o que não pesar nada. O que restar, vai ser essencial pra você dar o próximo passo, mas espera, ainda não fecha. Deixa sempre uma fresta. O que não for bom pra você, tem que ir se esvaindo por algum lugar. Mas olha, preciso dizer: quem ficar, é uma dádiva. É aquele que você vai distinguir no meio de milhões de pessoas, que vai te dar um abraço apertado e seguir com você a trilha da vida, e não há muitos dispostos a isso.

Valorize. Aquilo que você tem, aquilo que você pensa em ter, aquilo que você deixou ir. O que o vento está levando agora pode se transformar mais pra frente, pode ser a semente que germina e vira flor. O que você tem, sente que não vai perder. Sente que vai contar sempre que precisar, pro choro, pro riso, pro canto ou pra aquiescência.

Pode ir na frente. Eu garanto que não vai se perder. Eu esqueci de contar que você pode volta. Não há nada que te impeça. Voltar pra aquilo que é bom, que te sustentou até aqui, até agora. Só não esquece. Quando você quiser, vai poder sonhar de novo, vai poder fazer diferente, vai poder mudar o que é comum e transformar em uma espetacularidade linda aos olhos de quem vê, aos corações de quem pode sentir.
Quando quiser, pode sonhar de novo. E pode realizar, quantas vezes tiver vontade. Só lembra uma coisa: acreditar faz a diferença, e faz diferença acreditar!

Larissa Mariano

2 comentários: