bárbara.


Se pusermos a vida num roteiro, repararemos que algumas pessoas recebem papeis sem que precisemos entender o real motivo. Elas nos levam a protagonizar momentos inesquecíveis. A viver, sabendo sempre do encanto ímpar que trazem. Dá pra conferir um pouco dela aqui e aqui. É por isso que, neste momento, cumpro minha segunda promessa com ela. Que fez a vida parecer um roteiro um pouco diferente, pois deste não espero fim. Bárbara, essa é sua!

Lembrei da paixão que ela tinha nos olhos e em cada sílaba que dizia quando surgia o assunto do teatro em nossas conversas. Pensei em como foi que nos falamos e em como ela tinha se tornado especial tão rapidamente: não soube responder. Seria coisa de atriz? Talvez. Cativar, convencer, participar. Parecia-me justo.

Passei pelo portão, entrei na bilheteria e, depois de todo o diálogo, lembro de ter dito: “Nome na lista. Bárbara Barros”. Estava prestes a cumprir minha promessa de ir assisti-la mesmo no último dia de espetáculo. Cumpriria. Achei que bastava.

Peguei o ingresso na mão. Dei o primeiro passo para dentro do teatro e ouvi: “Bom espetáculo”. Bom, eu estava bastante certa de que seria. Busquei meu assento um pouco longe do palco, mas consegui boa visão do que estava prestes a assistir.

"Sentei sem parar de pensar em quem tinha me levado até ali. Que quando pronunciava a palavra “teatro”, me fazia lembrar da primeira vez que tinha entrado em um. Lembrei de quando me mostrou um vídeo de sua atuação e que não consegui ouvir o áudio pelo ruído de fora. Guardei aquela expressão que tinha no rosto como o significado de atuar.

Todos fizeram uma peça incrível, daquelas que os olhos não desviam nem por um segundo. Não parei de observar cada detalhe, cada construção, cada fala. Um texto costurado, os rumos de uma história que eu queria conhecer cada vez mais. Sentada naquelas cadeiras vermelhas, eu realmente estava disposta a descobrir qual era “O mistério da família Steinbrich”.

Não vou contar. Nem mesmo em fim de temporada. Dizem que um bom mágico nunca revela seus truques. E quem disse que cada um deles não fez mágica também? Mágicos eles são pelos momentos que proporcionam, que vivem e nos fazem viver em conjunto.

Todos são assim. Mas, além do mistério da família, buscava entender o mistério dela. Como funcionava aquela história do meu começo, de cativar tão fácil? Ao fim, entendi. Mas até terminar a peça, não encontrei a Bárbara que tinha ido assistir. Encontrei quem vivesse duas vidas assim perfeitamente.

Entendi que era atriz a todo o tempo, não por fingimento, mas pela dedicação e entrega. Ela era atriz no primeiro papel que lhe deram: a vida. Atuava nesta peça com sinceridade, sem necessidade de ensaios. Entregava-se ao amor do sorriso de todos os dias. Não encontrei Bárbara. Encontrei bárbara, assim, sem necessidade de letras maiúsculas. Se múltiplas almas bárbaras, motivo único: emoção".

Larissa Mariano



Um comentário: